Confeitaria serve bolos de receitas da vovó a partir de R$ 4 a fatia

0
A 'Vó, Quero Bolo' tem mais de 60 sabores entre doces e salgados, incluindo pavês, cucas e tortas. (foto: divulgação)

A ‘Vó, Quero Bolo’ tem mais de 60 sabores entre doces e salgados, incluindo pavês, cucas e tortas. (foto: divulgação)

Aquele ditado que diz que “menos é mais” não é apenas mais um modismo, e se adapta à risca ao que a confeitaria ‘Vó, Quero Bolo’ faz no dia a dia. A loja abriu há cerca de dois meses no bairro do Batel resgatando os velhos livros de receitas da vovó, com bolos simples e sem muita decoração. A ideia dos sócios, o casal Vanessa e Marcel Ferreira de Freitas, é servir produtos “que lembrem a infância e a casa de família, assim como fazemos aqui na loja”, relatam.

Na verdade, a ‘Vó, Quero Bolo’ é uma franquia da rede paulistana criada em 2013 e que já possui nove lojas em São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Sergipe e Paraná (até então apenas em Maringá). Foi uma espécie de “plano B da gente, eu era dona de casa e meu marido engenheiro em uma grande indústria, mas eu comecei a sentir a necessidade de fazer mais do que apenas cuidar dos filhos”, explica Vanessa. Ela e o marido começaram a pesquisar opções de franquias que pudessem se encaixar nas economias que tinham guardadas, e viram em um programa de tevê a opção da ‘Vó, Quero Bolo’.

A primeira opção do casal era abrir um café, mas conseguiram convencer os donos da rede a abrir um híbrido da boleria. “A loja de Curitiba virou uma espécie de piloto para as outras da ‘Vó, Quero Bolo’, como um novo modelo a ser implantado”, completa Marcel. Assim, quatro meses de planejamento depois, a filial da capital paranaense abria as portas no espaço de um antigo restaurante de orgânicos no Batel.

Entre as opções disponíveis, estão a de paçoca, torta de limão, tapioca e chocolate. (foto: Guilherme Grandi)

Entre as opções disponíveis, estão a de paçoca, torta de limão, tapioca e chocolate. (foto: Guilherme Grandi)

O ambiente, com capacidade para atender até 25 pessoas sentadas, tem uma decoração mais simples e com muitas cores, além de referências às avós. Em uma das paredes da loja há uma receita básica de bolos, que é replicada nas mais de 60 opções disponíveis no cardápio. No entanto, elas são revezadas em no máximo 30 por dia, “com preparos na vitrine por no máximo dois a três dias”, explica Vanessa. Ela diz, ainda, que “os bolos são preparados um a um, com ingredientes naturais e o mínimo possível de industrializados”.

Há opções simples como de chocolate, cenoura e fubá, a R$ 4 a fatia, ou com coberturas de brigadeiro, doce de leite, frutas vermelhas e prestígio a R$ 5,90. Já os bolos gelados, como sonho de valsa, abacaxi com brigadeiro branco, torta de limão e as cucas saem a R$ 6,90 a fatia. Além disso, todos eles podem ser comprados nos tamanhos inteiros a partir de R$ 12, como os de fubá com erva doce, goiabada ou com laranja, ou ainda tradicional toalha felpuda (R$ 25).

Alguns dos bolos também podem ser funcionais, sem lactose e sem glúten (embora não sejam recomendados para pessoas celíacas), como banana ou maçã com canela, cenoura, mandioca e milho. Já os pavês em fatias custam R$ 7, como de abacaxi com brigadeiro branco, churros, leite ninho e sonho de valsa, e as tortas salgadas de queijo simples ou com azeitonas, calabresa e carne seca saem inteiros a R$ 25.

A loja de Curitiba virou uma espécie de 'piloto' para outras novas da rede. (foto: divulgação)

A loja de Curitiba virou uma espécie de ‘piloto’ para outras novas da rede. (foto: divulgação)

Para acompanhar os bolos e tortas, os cafés espressos saem a partir de R$ 3,50, o cappuccino a R$ 5,10, e os sucos em lata a R$ 5. Por outro lado, a ‘Vó, Quero Bolo’ também tem opções de combos promocionais com bolo mais um café começando em R$ 6,90.

Serviço:
Vó, Quero Bolo
Rua Deputado Antônio Baby, 139, Batel
Horários de atendimento: segunda a sexta, das 9h às 19h. Sábado das 9h às 18h.
41 3053-2247

Comentários do Facebook
Compartilhe

Autor

é jornalista especializado em gastronomia e cultura, publisher do site MinhaGula.com.br e colunista das revistas Dimensão e Aeroporto.

Comentários