Nos moldes de Orlando (EUA), região de Vinhedo pode se tornar distrito turístico

0
Projeto engloba cidades de Vinhedo, Louveira, Jundiaí e Itupeva, na área onde hoje estão localizados os parques temáticos. (foto: divulgação)

Projeto engloba cidades de Vinhedo, Louveira, Jundiaí e Itupeva, na área onde hoje estão localizados os parques temáticos. (foto: divulgação)

A região onde estão localizados os parques Hopi Hari, Wet´n Wild, o Hotel Quality Resort & Convention Center, o Outlet Premium e o Shopping Serra Azul, e entorno, na Rodovia dos Bandeirantes, interior de São Paulo, poderá se tornar o 1º Distrito Turístico do Estado de São Paulo. O assunto já vem sendo discutido entre as cidades de Vinhedo, Louveira, Jundiaí e Itupeva. O objetivo é fomentar o turismo, alavancar a economia da região e gerar novos empregos, nos moldes do Distrito Turístico de Orlando, na Flórida.

A proposta compreende quatro cidades – Vinhedo, Louveira, Itupeva e Jundiaí – e está sendo discutida desde o ano passado com representantes destes municípios, além de representantes do parque aquático Wet’n Wild, para que naquela região seja criado o 1° Distrito Turístico do Estado de São Paulo.

A região, onde está sendo proposta a criação do Distrito Turístico, é o segundo núcleo turístico do Estado de São Paulo, recebendo anualmente cerca de 7 milhões de pessoas, ficando atrás apenas de Aparecida do Norte. Ainda, a região é privilegiada por estar cercada pelas principais rodovias do país e próximo ao Aeroporto Internacional de Viracopos, um dos maiores do Brasil.

“Nossa proposta é aproveitar os atrativos das quatro cidades para alavancar, ainda mais, o turismo da nossa região. Isso seria importante para atrair novos investimentos, impulsionar a nossa economia e gerar novos empregos, como aconteceu na região de Orlando, nos Estado Unidos. Por isso, estamos pedindo auxílio do Governo do Estado de São Paulo na formatação do 1º Distrito Turístico”, explica o prefeito Jaime Cruz.

O Distrito Turístico deverá ser uma área exclusivamente destinada a atividades de turismo, lazer e entretenimento, seguindo normas de ocupação, através de zoneamento e código de obras específicos e projeto nas Câmaras Municipais aprovando níveis de autonomia especiais para a administração do Distrito.

O conceito geral do projeto é a criação de um local com uma infraestrutura operacional que atenda perfeitamente todos os empreendimentos a serem implantados. Os empreendimentos são idealizados de modo a serem implantados individual e independentemente, sendo porém complementares entre si, funcionando em perfeita harmonia e sem concorrência direta.

O ambiente geral deverá ter um tratamento totalmente diferenciado, propício à atividade turística, com grande conforto visual, imensas áreas verdes, modernas vias de tráfego, paisagem e sinalização especiais e excelente esquema de segurança.

Durante encontro realizado recentemente com o secretário estadual de Turismo, Laércio Benko, o prefeito Jaime Cruz reiterou ao Estado a solicitação de melhores acessos na Rodovia dos Bandeirantes para o acesso aos parques, hotel e shoppings, ação importante antes mesmo da definição do Distrito Turístico.

“Já há grandes investidores interessados em implantar novos parques temáticos, shoppings e hotéis na região. Temos a certeza de que será um grande ganho para as cidades envolvidas e todo o Interior do Estado de São Paulo, ainda mais pela infraestrutura do local e a proximidade com um dos principais aeroportos do Brasil, o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas”, complementou o prefeito Jaime Cruz.

Comentários do Facebook
Compartilhe

Autor

é jornalista especializado em gastronomia e cultura, publisher do site MinhaGula.com.br e colunista das revistas Dimensão e Aeroporto.

Comentários