Que tal um Carnaval diferente, conhecendo vinícolas da região metropolitana?

0
Os cafés coloniais e restaurantes rurais do Caminho do Vinho estão abertos durante todo o Carnaval. (foto: divulgação)

Os cafés coloniais e restaurantes rurais do Caminho do Vinho estão abertos durante todo o Carnaval. (foto: divulgação)

O feriadão de Carnaval já está na metade, mas até a Quarta de Cinzas ainda tem muita folia! Agora, se o seu negócio é cair fora dela, uma boa dica é conhecer as vinícolas da região metropolitana da capital. O principal roteiro é o do Caminho do Vinho, um passeio rural por chácaras de São José dos Pinhais.

Este roteiro oferece contato com a natureza, boa comida colonial e, claro, os tradicionais vinhos produzidos na região. De acordo com a presidente da Associação dos Produtores do Caminho do Vinho – Acavim, Bernadete Scrobote, “estamos com toda a estrutura pronta para receber os turistas na segunda e na terça-feira de Carnaval. Será uma ótima chance para virem e conhecerem um pouco mais do nosso vinho”.

O Caminho do Vinho conta com vários restaurantes que trazem o melhor da comida rural, feita no fogão a lenha, com todo o sabor dos tradicionais pratos do interior. Há também os cafés coloniais, sucesso entre os frequentadores devido aos bolos, tortas, sobremesas, bolachas e geleias com gostinho de casa da vovó. Pesque e pagues, passeios de pônei, lindas chácaras e redes para descanso completam as opções de lazer do local.

Detalhe do café colonial do Casarão, que custa R$ 30 por pessoa. (foto: divulgação)

Detalhe do café colonial do Casarão, que custa R$ 30 por pessoa. (foto: divulgação)

Um dos principais cafés do Caminho do Vinho é o Casarão. O espaço é bastante conhecido pela “árvore das xícaras”, que surgiu por um acaso: uma árvore em frente a casa foi decorada para o Natal com as canecas e xícaras quebradas que não poderiam mais serem utilizadas. E acabou se tornando referência no local. Na mesa são servidas delícias servidas com receitas antigas de família, inclusive um curioso bolo de vinho e a ‘kiropita’, um pão italiano. O café colonial do Casarão custa R$ 30 por pessoa, e está aberto durante todo o Carnaval das 14h às 21h.

Outros atrativos do Caminho do Vinho são conhecer mais sobre o processo de produção da bebida, que pode ser degustada gratuitamente em várias adegas ao longo do percurso, e fazer compras de produtos coloniais. Algumas adegas estarão produzindo a nova safra de vinhos do roteiro: uma oportunidade única de conhecer o processo de fabricação do vinho colonial.

Para quem deseja conhecer o espaço sem precisar ir de carro, há uma linha de turismo especial, que leva passageiros do centro de São José dos Pinhais direto ao roteiro. O passeio custa R$ 20, com paradas para compras nos estabelecimentos. O almoço e o café da tarde são pagos à parte, e fica entre R$ 27 e R$ 40.

Embarque principal: Rua Mendes Leitão, lateral da porta principal do Shopping São José em São José dos Pinhais – Pr. Quem vem de Curitiba procurar uma hora antes de nosso embarque o ônibus Curitiba/São José, sai do terminal Guadalupe, descer atrás do shopping São José, ou solicite um Uber

Embarques secundários 5min. após a saída: ponto de ônibus no Supermercado Condor – Rua Joaquim Nabuco, 1939, facilita para quem desembarca no Terminal Central de São José dos Pinhais.

O agendamento de passeios pode ser feito com a guia Rosana, pelo 41 99193-2708 (Whatsapp) e pelo 41 3283-3204, ou ainda no email rosanajuli@bol.com.br.

Serviço:
Caminho do Vinho – Roteiro de Turismo Rural
Rua Júlio Cesar Setenareski, na Colônia Mergulhão – São José dos Pinhais
Informações no site do Caminho do Vinho.

Comentários do Facebook
Compartilhe

Autor

é jornalista especializado em gastronomia e cultura, publisher do site MinhaGula.com.br e colunista das revistas Dimensão e Aeroporto.

Comentários