Veja 5 motivos para não perder o MasterChef Profissionais

0

BAND – Está com saudade do sotaque do Jacquin, das broncas do Fogaça e dos conselhos da Paola? Eles estarão de volta e ainda mais exigentes no MasterChef Profissionais a partir desta terça-feira (4), na tela da Band.

A nova temporada promete conquistar os telespectadores do maior talent show culinário do mundo com desafios complexos, avaliações rígidas e participantes com personalidade forte.

Por isso, o Portal da Band resolveu listar cinco motivos pelos quais você não pode deixar de acompanhar o MasterChef Profissionais. Veja abaixo:

1 – Aprendizado

O MasterChef Profissional vai levar o público de casa para viver toda a pressão de uma cozinha de restaurante e promete aproximar os fãs de técnicas gastronômicas, despertando a curiosidade em aprender ainda mais sobre esse universo.

“É um programa educativo, não é nada vazio, tem bastante conteúdo, inspira as pessoas, o brasileiro se identifica. Crianças, adolescentes, adultos, idosos… É algo para família, que traz bem estar e muda vidas”, afirma o chef Henrique Fogaça.

2 – Emoção

O talent show vai contar apenas com cozinheiros profissionais, mas isso não quer dizer que não terá espaço para emoção. Muito pelo contrário, a pressão das provas vai despertar nos participantes uma vontade maior de continuar na competição.

“O choro comove sempre, a gente não diferencia o choro de profissionais para o de amadores”, analisa Paola Carosella

3 – Provas com alto grau de dificuldade

Para vencer o MasterChef Profissional, os participantes vão precisar superar os mais complicados desafios. Eles terão que mostrar que são cozinheiros completos e serão testados em técnica e criatividade, além de terem que mostrar conhecimento artístico.

Nesta temporada, quando chefs convidados vierem ao programa, eles não darão aula aos competidores, que precisarão experimentar o prato e descobrir os processos para a reprodução da receita.

“Ainda têm coisas mais difíceis para fazer. Temos provas de 3h, 4h de duração e de diferentes tipos, como testes de reinvenção, em que eles terão que fazer releituras de pratos clássicos, provas de serviço, que simulam um restaurante com comandas, provas artísticas e provas de pressão, em que ele precisam inventar um prato em 15 minutos ou 20 minutos”, conta Patricio Diaz, diretor do programa.

A apresentadora Ana Paula Padrão confirma o alto grau de dificuldade da temporada: “O conhecimento sobre determinadas técnicas é muito mais exigida e o conhecimento histórico de determinadas cozinhas também. Quando os chefs se referem a determinado processo, já imagina que eles já sabem, é um universo inteiro a ser explorado”.

4 – Jurados exigentes

Com o nível alto dos competidores, os jurados terão uma missão ainda mais difícil pela frente e prometem serem ainda mais exigentes com os candidatos.

“Nosso critério de avaliação é diferente. Como todos já tem um nível de excelência, precisamos apelar a critérios muito mais sutis, muito mais refinados”, adianta Paola Carosella.

5 – Cozinheiros profissionais

Os 14 participantes do MasterChef Profissionais têm experiência em restaurantes e projetos gastronômicos. Com isso, eles possuem muita bagagem e vão lutar para convencer os jurados que seus conceitos estão corretos.

“Eles defendem as próprias ideias, eles acreditam muito no que estão fazendo. Quando eles têm uma certeza, eles vão até o fim, mesmo que os jurados sejam contra”, revela Ana Paula Padrão.

Comentários do Facebook
Compartilhe

Autor

é jornalista especializado em gastronomia e cultura, publisher do site MinhaGula.com.br e colunista das revistas Dimensão e Aeroporto.

Comentários